A MISERICÓRDIA DIVINA E A IRMÃ FAUSTINA KOWALSKA



"Causam-me prazer as almas que recorrem à Minha misericórdia. A estas almas concedo graças que excedem os seus pedidos. Não posso castigar, mesmo o maior dos pecadores, se ele recorre à Minha compaixão, mas justifico-o na Minha insondável e inescrutável misericórdia". (Mensagem de Jesus transmitida a Santa Faustina Kowalska)

SANTA IRMÃ MARIA FAUSTINA KOWALSKA
(1905-1938)
A misericórdia divina revelou-se manifestamente na vida desta bem-aventurada, que nasceu no dia 25 de agosto de 1905, em Glogowiec, na Polônia Central. Faustina foi a terceira de dez filhos de um casal pobre. Por isso, após dois anos de estudos, teve de aplicar-se ao trabalho para ajudar a família.
Com dezoito anos, a jovem Faustina disse à sua mãe que desejava ser religiosa, mas os pais disseram-lhe que nem pensasse nisso. A partir disso, deixou-se arrastar para diversões mundanas até que, numa tarde de 1924, teve uma visão de Jesus Cristo flagelado que lhe dizia: “Até quando te aguentarei? Até quando me serás infiel?”
Anos depois escreveria em seu DIÁRIO:
“Numa ocasião, eu estava com uma de minhas irmãs num baile. Enquanto todos 
se divertiam a valer, a minha alma sentia tormentos interiores. No momento em que comecei a dançar, de repente vi Jesus a meu lado, Jesus sofredor, despojado de Suas vestes, todo coberto de chagas e que me disse estas palavras: Até quando hei de ter paciência contigo e até quando tu me decepcionarás? Nesse momento parou a música animada, não vi mais as pessoas que comigo estavam, somente Jesus e eu ali permanecíamos. Sentei-me ao lado de minha irmã, disfarçando com uma dor de cabeça o que se passava comigo. Em seguida, afastei-me discretamente dos que me acompanhavam e fui à catedral de S. Estanislau Kostka. Já começava a anoitecer e havia poucas pessoas na catedral. Sem prestar atenção a nada do que ocorria à minha volta, caí de bruços diante do Santíssimo Sacramento e pedi ao Senhor que me desse a conhecer o que devia fazer a seguir. Então, ouvi estas palavras: Vai imediatamente a Varsóvia e lá entrarás no convento. Terminada a oração, levantei-me, fui para casa e arrumei as coisas indispensáveis. Da maneira como pude, relatei a minha irmã o que havia acontecido na minha alma. Pedi que se despedisse por mim de meus pais e assim, só com a roupa do corpo, sem mais nada, vim para Varsóvia” (Diário, 9).
Faustina partiu então para Varsóvia e ingressou no Convento das Irmãs de Nossa Senhora da Misericórdia no dia 1 de agosto de 1925. No convento tomou o nome de Maria Faustina, ao qual ela acrescentou “do Santíssimo Sacramento”, tendo em vista seu grande amor a Jesus presente no Sacrário. Trabalhou em diversas casas da congregação. Amante do sacrifício, sempre obediente às suas superioras, trabalhou na cozinha, no quintal, na portaria. Sempre alegre, serena, humilde, submissa à vontade de Deus.
Santa Faustina teve muitas experiências místicas onde Jesus, através de suas aparições, foi recordando à humilde religiosa o grande mistério da Misericórdia Divina. Um dos seus confessores, Padre Sopocko, exigiu de Santa Faustina que ela escrevesse as suas vivências em um diário espiritual. Desta forma, não por vontade própria, mas por exigência de seu confessor, ela deixou a descrição das suas vivências místicas, que ocupa algumas centenas de páginas.
Santa Faustina sofreu muito por causa da tuberculose que a atacou. Os dez últimos anos de sua vida foram particularmente atrozes. No dia 5 de outubro de 1938 sussurrou à irmã enfermeira: “Hoje o Senhor me receberá”. E assim aconteceu.
Beatificada a 18 de abril de 1993 pelo Papa João Paulo II, Santa Faustina, a “Apóstola da Divina Misericórdia”, foi canonizada pelo mesmo Sumo Pontífice no dia 30 de abril de 2000.
Glogowiec, lugar de nascimento de Irmã Faustina
Irmã Faustina com seus familiares

“Sentia-me imensamente feliz, parecia que havia entrado na vida do paraíso. O meu coração só era capaz de uma contínua oração de ação de graças” (Diário, 17).


Convento da Congregação das Irmãs de Nossa Senhora Mãe da Misericórdia em Cracóvia – Lagiewniki,
Rua S. Faustina 3, na Polônia – lugar de descanso dos restos mortais de Irmã Faustina.

ROMA, Praça de S. Pedro, 30 de abril de 2000.
O Papa João Paulo II proclama a Irmã Faustina Kowalski santa.
Trecho do manuscrito do Diário de santa Irmã Faustina.

ASSISTA O MARAVILHOSO FILME DAS APARIÇÕES DE JESUS À SANTA FAUSTINA KOWALSKA


REZE O TERÇO DA MISERICÓRDIA MEDITADO
NARRADO PELO VIDENTE MARCOS TADEU, DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ-BRASIL:

CLIQUE AQUI: http://www.pt.gloria.tv/?media=171581


15.04.2012- FESTA DA MISERICÓRDIA 
MENSAGEM DE SANTA FAUSTINA KOWALSKA




“-Amados irmãos Meus! Eu, FAUSTINA, Serva do SENHOR e de MARIA SANTÍSSIMA Me alegro por estar novamente Aqui hoje convosco!
Sede os Apóstolos da Divina Misericórdia, vivendo todos os dias para tornar a MISERICÓRDIA DE DEUS mais conhecida, mais amada, mais glorificada. Dedicai a vossa vida a glorificar mais este atributo do Senhor, que é tão grande, tão belo, mas por tantos, especialmente pelos mais pecadores é tão desconhecido. Pela palavra, pelo exemplo e pela vida, tornai a MISERICÓRDIA DE DEUS conhecida e amada. E assim dai ao mundo inteiro a MISERICÓRDIA DO SENHOR, que curará todas as feridas espirituais e até as temporais desta humanidade que sofre e que geme debaixo do jugo que ela mesma atou sobre si, o jugo do pecado, o jugo da rebelião contra Deus e Sua Lei de Amor, que abriu chagas dolorosas e profundíssimas: nas almas, nas famílias, na sociedade e nas Nações.

Somente quando a MISERICÓRDIA DIVINA for verdadeiramente e profundamente, largamente e sobejamente conhecida de todas as almas, é que estas chagas serão fechadas e curadas e o mundo enfim poderá ter paz constante e felicidade completa.

Sede os Apóstolos da Divina Misericórdia do Senhor, dando a conhecer a todas as almas que puderdes: AS MENSAGENS QUE O SENHOR e a Sua Mãe Me deram, oTERÇO DA MISERICÓRDIA, a IMAGEM DE JESUS MISERICORDIOSO, a FESTA DA MISERICÓRDIA e todas as demais formas da DEVOÇÃO À MISERICÓRDIA DE DEUS, que o Senhor Me pediu. Meio poderoso para isso é divulgar com largueza o VÍDEOque o Marcos fez da MISERICÓRDIA DIVINA NA MINHA ALMA e também os TERÇOS DA MISERICÓRDIA MEDITADOS, por meio dos quais as almas conhecem as maravilhas do amor de Jesus e como flores ao Sol da Primavera elas se abrem à luz radiante do CORAÇÃO MISERICORDIOSO DE JESUS. Fazendo isso vós dais a Jesus a maior glória, vós dais a Jesus a maior consolação, porque vós aproximais os pecadores do DIVINO CORAÇÃO DELE, e assim a MISERICÓRDIA DIVINA pode derramar-se sempre mais sobre aqueles que mais Dela necessitam.

Se vós seguis por esse caminho levando a MISERICÓRDIA DIVINA ao conhecimento de todos, vós mesmos sereis um dia coroados por essa DIVINA MISERICÓRDIA no Céu e recebereis o prêmio que o Senhor prepara para todos osverdadeiros apóstolos e discípulos da Sua MISERICÓRDIA.

Quando divulgais a DIVINA MISERICÓRDIA DO SENHOR no modo como expliquei, estou muito próxima de vós, estou muito junto de vós e vós dais a Mim, FAUSTINA, uma grande alegria e grande consolação por ver enfim divulgadas todas as coisas que Nosso Senhor havia Me pedido e que Eu impedida e obstaculizada pelos homens não pude divulgar, não pude tornar conhecidas e amadas pelas almas. Assim, fazeis Meu coração rejubilar em Deus e Eu de Minha parte ponho-Me a suplicar e a interceder por vós diante do Senhor Misericordioso para alcançar Dele para vós as graças eficazes do OCEANO DA SUA MISERICÓRDIA e para alcançar para vós o auxílio para a vossa santificação do Seu Coração Adorável. E Jesus que muito Me ama sempre Me concede de bom grado, todas as inesgotáveis Graças da SUA MISERICÓRDIA que Eu Lhe peço para vós.
MEUS AMADOS IRMÃOS, O TEMPO É CURTO, O TEMPO DA CONVERSÃO E DA MISERICÓRDIA ESTÁ ACABANDO E EM BREVE NOSSO SENHOR TRARÁ O GRANDE DIA DA JUSTIÇA.

APRESSAI A VOSSA CONVERSÃO, PORQUE ESTAS APARIÇÕES DE JACAREÍ SÃO A ÚLTIMA OBRA DA MISERICÓRDIA DE DEUS NA TERRA E QUEM A DESPREZAR DESPREZARÁ A ÚLTIMA TÁBUA DE SALVAÇÃO QUE O SENHOR LANÇA À HUMANIDADE, PARA QUE SE AGARRE A ELA E ESCAPE DO NAUFRÁGIO GERAL NA APOSTASIA, NO PECADO E NO DOMÍNIO DE SATANÁS.

AGARRAI NESTA TÁBUA DE SALVAÇÃO MEU IRMÃOS! AGARRAI-VOS A ESTAS APARIÇÕES E MENSAGENS PARA QUE A CHAMA DA FÉ JAMAIS SE APAGUE EM VÓS, MAS ANTES CRESÇA E SE TORNE UM GRANDE INCÊNDIO DE AMOR MÍSTICO. AGARRAI-VOS A ESSA TÁBUA DE SALVAÇÃO QUE A MÃE DE DEUS COM TANTO AMOR LANÇOU PARA VÓS, PARA VOS SALVAR DESTE MAR TRAIÇOEIRO E TORMENTOSO DOS TEMPOS MAUS EM QUE VÓS VIVEIS.

Eu, FAUSTINA, Me alegro muito e rogo por todos os bons alunos daMISERICÓRDIA DIVINA, que se tornaram peregrinos deste SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES e que Aqui aprendem, conhecem e amam tudo sobre aMISERICÓRDIA DO SENHOR. Sobre todos vós que sois os apóstolos da Divina Misericórdia desses últimos tempos e que continuais a Obra que o Senhor começou Comigo derramo agora as mais copiosas bênçãos, sobretudo, sobre ti Marcos, o Meu mais querido irmão, amigo, defensor e propagador da DIVINA MISERICÓRDIA DO SENHOR, o APÓSTOLO DOS ÚLTIMOS TEMPOS DA DIVINA MISERICÓRDIA, que é mais querido do Meu coração e do CORAÇÃO DE JESUS MISERICORDIOSO.”


***